• Ligue-nos
    54 3224.5456 / 3538.8028
    54 9959.6969

  • Seg - Sex
    08:00-11:45
    13:30-18:30

Troca de Óleo

Troca de Óleo

Na hora da troca do óleo surgem dúvidas quanto às especificações do lubrificante, tempo, quilometragem, filtro, etc. O que fazer neste caso? A troca de óleo deve seguir rigorosamente o manual do fabricante do veículo. Saiba sete dicas para não errar na hora de conferir, comprar ou trocar o óleo.

1 – Troca: Ela deve ser feita quando atingir o período recomendado pelo fabricante. Essa informação está bem clara no manual do proprietário. Se você ainda não sabe, consulte o manual. Além do prazo, lá consta o tipo de óleo e quantos litros devem ser usados. Quase todas as montadoras recomendam antecipar a troca de óleo em carros com “uso severo”. Isso vale, principalmente, para veículos que andam muito em engarrafamentos.

2 - Completar o nível: Com o uso do carro, o nível do óleo baixa um pouco devido às folgas do motor e à queima parcial na câmara de combustão. Assim, enquanto não chegar a hora da troca do óleo, deve-se completar o nível. Não há nada de errado nisso. As montadoras consideram normal baixar de meio litro a um litro de óleo a cada 1 mil quilômetros rodados, dependendo do modelo.

3 – Local: O óleo do carro deve preferencialmente ser trocado num posto ou oficina. A medição do nível deve ser feita em um local plano e com o motor frio, preferencialmente após 10 minutos do carro parado. Se o nível estiver entre o mínimo e o máximo, não há necessidade de completar.

4 - Temperatura do motor: Para a retirada do óleo na hora da troca, é bom o que o motor esteja quente. Assim, o óleo ficará mais fluido e fino.

5 – Filtro: Sempre que trocar de óleo, troque também o filtro de óleo.  Isso irá garantir que seu motor não fique impregnado por impurezas.

6 - Óleo preto: Esqueça aquela história de que óleo preto significa que está velho. Pelo contrário, se está preto é porque está lubrificando corretamente. O que vale são os prazos de troca que constam no manual do proprietário.

7 - Óleo velho: Sim, óleo fica velho. Caso o motorista rode pouco e não alcance a quilometragem estipulada para a troca, precisa substituir o lubrificante após seis meses. Depois desse prazo, o óleo velho pode prejudicar a bomba de óleo, que é a responsável por manter em dia a lubrificação do motor do carro.




ANTES DE PEGAR A ESTRADA PASSE NA MECÂNICA PEDROTTI

ÚLTIMAS POSTAGENS